O sonho da Ferrari: Faça seu financiamento facilitado

Quem quer dirigir uma única Ferrari, pode tanto um dos test drive ou comprar o próprio modelo da marca premium Itália. No entanto, a maioria dos veículos da Ferrari custam bem mais de 100.000 euros, então existem numerosas Ferraris, que por causa da motivação de seu colecionador de história e outras mentalidades podem ser imensas.

Segundo a informação eles acham a morte mais ganhadores normais não o luxo Gonnen, A Ferrari para os chamar, em qual é especialmente para muitos homens de um sonho uma carruagem a mercadorias desta campanha de marca.

Mas mesmo os ganhadores de muito alto rendimento ou ricos da Ferrari se beneficiam da possibilidade de financiar as NOTÍCIAS do terceiro através da marca italiana de automóveis.

Ou seja, eles pagam uma grande parte do preço de compra no início e recebem do veículo sobre cujo valor residual um período a ser determinado é pago com juros. Esses créditos podem ser encontrados em Ajuste de Bancos de Conta.

Manutenção Ferrari

Mas também a Ferrari ou empresa-mãe de manutenção de seu próprio departamento bancário, que se preocupa exclusivamente com o financiamento da Ferrari.

Ferrari

Ao contrair um empréstimo para a sua própria Ferrari, aplicam-se as mesmas regras que para contrair empréstimos para outros projetos. O devedor deve fornecer ao credor, ou seja, ao banco, garantias diversas antes de contrair empréstimos, o que garante o pagamento pontual dos montantes acrescidos de juros.

Quanto melhor a garantia dos tomadores de empréstimo, melhor o crédito geralmente cai, já que o banco não assume um grande risco. Pode até ser que os compradores do novo polo 2019 contratem empréstimos para a compra, apesar de poderem pagar o carro também de seus próprios meios.

Ferrari

Isso se deve em parte aos benefícios fiscais quando a Ferrari é classificada como um carro da empresa. No entanto, a maioria das Ferraris são projetadas como veículos recreativos e esportivos e não como carros sérios da empresa, portanto, uma declaração como um carro da empresa para a Ferrari pode ser difícil de aplicar.

Além do financiamento básico do carro, a questão dos custos de manutenção, que são muito altos em carros esportivos caros. Além do alto consumo de combustível, os carros também são taxados mais alto, porque carros esportivos não são considerados carros ecologicamente corretos.

Mas os fabricantes de carros esportivos, incluindo a Ferrari, pensam cada vez mais nos conceitos de acionamento da gasolina, que também combinam a combustão com motores elétricos.

No entanto, isso faz sentido principalmente por razões de redução da taxa de imposto para esses veículos, já que distâncias curtas podem ser conduzidas com quase nenhuma emissão de emissões com um motor elétrico, atendendo assim aos padrões ambientais europeus para veículos ecologicamente corretos.

458 Itália GT

Na tradição de Enzo Ferrari, o envolvimento da Ferrari na pista tem avançado bem além da Fórmula 1 e também se estende à corrida GT, que está intimamente ligada à produção de carros de rua.

Ferrari 458

Este compromisso levou ao 458 Italia GT e suas várias versões GT2, GT3 e Grand-Am, a fim de cumprir os diversos regulamentos técnicos dos campeonatos em que ele compete.

O carro, desenvolvido em colaboração com a Michelotto Automobili, estreou em 2011 e continua a grande tradição de automobilismo da F430, que competiu com sucesso nas classes GT de 2006 a 2010.

O 458 conquistou imediatamente inúmeros títulos nos primeiros dois anos, das 24 Horas de Le Mans à equipe e títulos de design da Le Mans Series, da International Le Mans Cup e do FIA World Endurance Championship.

Além disso, o veículo também o título de motorista no FIA GT Championship, o GT3 Asia Championship e os títulos de pilotos e equipes no International GT Open, o Campeonato Blancpain e o Campeonato Britânico de GT podem ser alcançados.